Tagged: capitalismo selvagem

Das 9 às 6

Desculpem o sumiço, mas foram meses de muito trabalho. O capítulo final de tanta dedicação, nada positivo, me fez pensar muito. Inspirada também por textos de amigas e escolhas de vida, resolvi escrever sobre liberdade.
Ultimamente me empenhei no trabalho, me dediquei como nunca e consegui resultados bons, mas não basta. Nunca é o suficiente, nunca tá bom. E tem sempre alguém que faz por um preço menor.
E você se cobra e você se culpa.
Começa a segunda esperando pela sexta.
O finde voa, e lá vem mais uma semana sem feriado socorro jesus.

Somos realmente livres? Trocando nosso tempo e talento por dinheiro? Desempenhando tarefas das quais não gostamos? O que você faz oito horas por dia, cinco dias por semana, melhora a vida de alguém? Ou é o que você recebe por isso que tem alguma utilidade?

Olhando de longe, muitas das urgências do cotidiano profissional não têm importância alguma.
E não há saída mágica, pois temos faturas pra pagar.
(sim, sempre podemos ganhar na loteria)

Mas é hora de pensar em liberdade, em planos b e c, em alternativas mais satisfatórias de vida.
Além das atribuições chatas da vida, somos responsáveis também pela parte boa, pela diversão, pelo que faz diferença – o que realmente importa, no fim das contas.
Passa tudo tão rápido, bora ser feliz.

fodase

Advertisements