Os tais apps de encontros

260px-disaster_date

Tentei, eu juro.

A solidão é foda, a saudade te mata, e a sensação de estar sempre deixada de lado geram uma coisa chata: a carência. E aí vc baixa o Tinder, Happn, Whatevs. De início, parece uma boa distração. Uma galeria de carinhas – em sua maioria desinteressantes – e a falsa sensação de estar selecionando pretendentes.

Deu match, ou crush. Ninguém chama pra conversar. Se chama, é aquele papo chato “o que vc faz, onde mora, gosta do quê”. A vontade é já deixar um doc pronto, um perfil com currículo de vida e preferências.

Teve um trouxa que me questionou, sobre nunca ter casado: “O que aconteceu?” Como se fosse doença. Teve o espanhol tosco que mandou foto do pau sem eu pedir.

Mas sempre tem um que parece promissor. A conversa flui bem, o cara parece legal, trocam whatsapp, aquela stalkeada no instagram.  Às vezes rola mensagem de voz (o povo reclama, mas é fundamental e já explico o porquê). E então, vocês marcam de se encontrar.

Decepção, vontade de fugir. Dos últimos encontrinhos, o saldo é:

  • chato, ma chato pra carai, e ainda parecia o Alexis Matteo desmontado;
  • baixinho, dentes horrorosos, medonhos (por isso não tinha nenhuma foto sorrindo, se liguem). Dente feio não é legal, não é alterna, é zuado. Procure um ortodontista;
  • baixinho, um hobbit praticamente. E cheio das ideias erradas;
  • baixinho, GAGO (manas, ga-go gagago). Como disse uma amiga “Mas os gagos também amam”. Olha, pode ser, mas aqui não. Era gente boa, e morri de pena.

E entendo que possam ter se decepcionado comigo tb.
NUNCA a vida real bateu com as fotos. Precisa mais do que fotos legais, o jeito tem que te atrair, a voz. Não é beleza, é  o conjunto da obra que torna uma pessoa interessante.

E eu cansei de perder tempo com isso. Dias de conversa pra pessoa simplesmente parar de falar com você do nada – achou outra mais interessante – ou pra ter encontrinhos desastrosos. Algumas pessoas têm sorte sim e conhecem gente que vale a pena. Mas é bem raro.

Uma pessoa querida marcou com um cara de um app esses dias. Se encontraram, enquanto ela foi pegar uma mesa no bar, o cara saiu, falando ao telefone. E SUMIU. Simplesmente foi embora. Deu fuga, muito malander. Olha, ninguém merece esse tipo de grosseria. Nem passar por encontros merda. Não há desespero ou carência que justifique.

Nesses apps, em geral, temos duas categorias: bofes que usam aquilo como um catálogo de fodinhas e freak show. E nada disso me interessa.

preguica

 

 

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s